Autoridades e especialistas destacam a força do setor de zonas francas, da República Dominicana, como gerador de empregos e divisas

Autoridades e especialistas destacam a força do setor de zonas francas como gerador de empregos e divisas

05 de fevereiro 2020
Fonte: Ministerio de Industria, Comercio y Mipymes (MICM)

As zonas francas se tornaram um dos principais pilares da economia dominicana, um setor no qual 673 empresas operam em 74 parques industriais, gerando mais de 171.000 empregos diretos e 200.000 indiretos, destacaram os expositores no Primeiro Fórum Nacional de Zonas Francas e regimes especiais “Caminhando em direção à competitividade”.

Marcelo Puello, vice-ministro de zonas francas e regimes especiais do Ministério da Indústria, Comércio e Mipymes (MICM), instituição que patrocinou o evento realizado no hotel El Embajador, e que falou em nome do ministro Nelson Toca Simó, disse que o nível de A ocupação representa entre 8% e 16% no emprego formal da economia nacional.

Segundo Puello, para o ano de 2018 o valor das exportações da Zona Franca foi de 6.230 milhões de dólares, o que em comparação às exportações nacionais de 4.800 milhões de dólares, representou 56,5% do total das exportações: 11.030 milhões de dólares; e o valor das divisas registrou 52,4 milhões de dólares.

“O investimento acumulado por essas empresas internacionais de terceirização foi de 4.971,8 milhões de dólares, o que corresponde ao valor do investimento direto estrangeiro (IED) acumulado no período 2010-2016, representa 30,6% nessa linha”, afirmou o Vice-Ministro.

Ele acrescentou que tudo isso dá uma idéia “do papel preponderante que as zonas de processamento de exportação estão desempenhando na estabilidade macroeconômica, no modelo de crescimento, na diversificação das exportações e na estrutura do balança de pagamentos da economia dominicana”.

O Fórum, realizado no hotel El Embajador, do Distrito Nacional, começou com exposições de Rafael Ovalle, Diretor da INFOTEP; Luisa Fernández, Diretora do Conselho Nacional de Zonas Francas e Laura Castillo, do Conselho Nacional de Competitividade, em nome de seu proprietário, Rafael Paz e outros representantes de órgãos públicos e empresas privadas, além do Vice-Presidente da Organização Mundial de Zonas Francas, Martín Ibarra.

Outras informações: https://www.micm.gob.do/noticias/autoridades-y-expertos-destacan-fortaleza-del-sector-zonas-francas-como-generador-de-empleos-y-divisas?fbclid=IwAR3lJiG7WetrauXGnlHudhSUy9OryeWC1X3HN081k75M3QLnARFqXVN-9e0